Chuchas – amigas ou inimigas?

Existem muitos prós e contras na utilização das chuchas.

As chuchas surgiram da necessidade de acalmar os bebés, dando-lhes alguma coisa que eles pudessem chupar ou sugar com segurança.

Evoluíram no sentido de serem seguras, fáceis de esterilizar e principalmente ortodônticas – projectadas com um formato especial para não prejudicarem o desenvolvimento esquelético (maxila/mandíbula) e concomitantemente o posicionamento dos dentes.

Benefícios do uso da chucha adequada:

  • O principal benefício é o de acalmar e ajudar o bebé a dormir.
  • Cada bebé tem diferentes necessidades de sucção. Muitas vezes chucham não porque ainda tenham fome, mas porque precisam do conforto que a sucção proporciona.

Malefícios ou prejuízos:

  • Problemas de fala –  o uso da chucha impede os bebés de emitirem sons como “gugu-dadá “ ou “agu”, uma etapa importante do processo de aprender  a falar. Em crianças maiores reprime a fala, inibindo o desenvolvimento da linguagem. Esse tipo de problema é amenizado se o uso da chucha ficar limitado à hora do sono;
  • Otites – existe uma relação comprovada entre o uso prolongado da chucha e otites médias (infecções do ouvido);
  • Infecções em geral – vómitos, febre, cólicas e diarreias. A explicação não é clara, mas para uma maior prevenção , esterilize as chuchas com frequência e tenha sempre uma de reserva;
  • Prejuízo da amamentação – existem fortes dados que demonstram que mães que dão chucha aos bebés têm maior probabilidades de desmamar os filhos mais cedo do que as mães que não dão a chucha todos os dias.
  • Mastigação – A sucção da chucha deixa os músculos da bochecha, lábios e língua flácidos, sem força. Isso trará prejuízos da mastigação e deglutição. A criança não conseguirá mastigar os alimentos mais consistentes, tendo a mãe que passá-los, o que não é bom;
  • Alterações das arcadas dentárias – provocamordida aberta, além de estimular a respiração pela boca causando alterações de postura, sono agitado, ronco e falta de disposição.

 

COMO USAR A CHUCHA?

Às vezes o choro incessante do bebé pode causar muito desconforto para a família e o que ele precisa para se desenvolver com saúde  é de um ambiente tranquilo. Em prol desse ambiente vale a pena tentar a chucha. No entanto, é necessário ter alguns cuidados:

  • Limite o uso da chucha ao estritamente necessário,  ou seja, durante cólicas e na hora de dormir;
  •  Use chuchas ortodônticas e adequadas para a idade do bebé;
  • Nunca mergulhe a chucha em alimentos doces. Cuidado com as cáries;
  • Mantenha-as limpas e esterilize-as com frequência ;
  • Não deixe que a chucha vire um vício para o bebé – é você que controla o uso e não ele;
  • Espere que o bebé precise da chucha em vez de colocá-la automaticamente na boca;
  • E o mais importante, retire esse hábito o mais cedo possível.

O mais comum é os pais tentarem retirar o hábito por volta dos 2 anos, mas se possível tente iniciar esse processo por volta do primeiro ano, ja que a necessidade de sucção acontece apenas nos primeiros meses.

Por isso, para todos os pais, a chucha pode ser uma aliada ou uma inimiga.

Conhecendo  os seus benefícios e malefícios essa ferramenta pode ser usada como um instrumento de cooperação no desenvolvimento do bebé, bem como na tranquilidade do ambiente familiar.

 

Próximo Tema:

O meu filho range os dentes.