Higiene oral nos bebés – os primeiros meses

A partir de que idade deve ser feita a higiene oral do bebé? O que uma higiene correcta pode prevenir? Quais são as consequências das chamadas “cáries de biberão” para os dentes da criança?
Problemas de saúde com a gestante podem afectar a formação dos dentes da criança. Dessa forma, a higiene oral do bebé deve ser realizada antes dos dentes nascerem, uma vez ao dia, apenas com compressa e água filtrada para evitar a contaminação por fungos ou a formação de “placas de leite”. É importante salientar que essa higienização não deve ser realizada em excesso, pois a saliva tem um papel de barreira protetora contra agentes externos, já que a criança coloca muitos objectos na boca e a saliva tem uma flora protectora natural. Assim que os primeiros dentinhos irrompem deve iniciar-se a higiene, lembrando que a limpeza nocturna é a mais importante.

A cárie de biberão é prejudicial para a saúde geral da criança já que ela passa muito tempo a ingerir uma grande quantidade de bactérias. Muitas crianças com dentes cariados alimentam-se mal, pois sentem desconforto e dor nos dentinhos. Além disso, uma contaminação no dente de leite pode afetar o dente permanente em formação. O facto é que a contaminação pode prejudicar a formação do dente permanente.
Há outros cuidados no contacto com o bebé que devem ser tomados. A família é fonte de possível transmissão de diversos grupos microbianos que habitam o meio bucal e que causam doenças. A transmissão destas bactérias dá-se pelo contacto salivar direto, principalmente ao beijar os bebés na boca, ou pelo uso comum de utensílios e talheres que acontece com mais facilidade num período chamado “janela de infectividade”, que vai dos 19 aos 31 meses, durante o qual o bebé está mais susceptível. Desta forma, é muito importante esta orientação simples e básica aos pais: não beijem os filhos na boca e não compartilhem dos mesmos talheres ou outros utensílios.

 

Próximo Tema:

Chuchas , amigas ou inimigas?????