Os Primeiros Dentinhos.

Os dentinhos de leite começam a surgir mais ou menos aos 6 meses de idade e os primeiros são os incisivos centrais inferiores.

Depois aparecem os incisivos centrais superiores, seguidos pelos incisivos laterais inferiores. Por volta de 1 ano e meio surgem os incisivos laterais superiores e a erupção dos dentes mais posteriores, como os primeiros molares, os caninos e os segundos molares.

Aos 3 anos, o bebé terá todos os dentes de leite, totalizando 10 dentinhos na arcada de cima e 10 na arcada de baixo. Isto é uma média de erupção, não devendo as mães ficar preocupadas se o seu filho não obedecer a esse padrão, pois pode haver atrasos até aos 8 meses.

Portanto é bom lembrar que a primeira consulta para avaliar a saúde oral de uma criança deve acontecer no decorrer do primeiro ano de vida. Nessa consulta serão explicadas as técnicas de escovagem e limpeza das mucosas, cuidados a ter com a alimentação e qual a pasta de dentes mais indicada.

Os dentes decíduos (de leite) para irromperem devem rasgar a gengiva e isto dói. A criança fica inquieta e até irritada com o nascimento dos dentes, procurando alguma coisa para morder. Um objeto de borracha, que a criança morda, pode ser uma boa ajuda para apressar o rompimento da gengiva.
Esta é a época em que o bebé leva à boca tudo o que pega, principalmente para aliviar a coceira das gengivas. As impurezas  transportadas do ambiente para o organismo do bebé, através desses brinquedos, podem ocasionar estados febris, vómitos e diarreias, sintomas sempre relacionados com o aparecimento dos primeiros dentinhos.

 

DICAS:

 . O alívio será maior se antes colocar o mordedor no frigorífico, o frio ajuda a confortar a região;

 . A mãe pode ainda fazer uma massagem com o dedo indicador em toda gengiva, sempre com a mão bem limpa. Se a irritação for muito forte, consulte o médico que poderá receitar analgésicos e antitérmicos.

 

Próximo Tema:

10 razões para cuidar dos dentinhos de leite.